Enteral feeding dropper and a old man patient in the hospital with oxygen mask in the background

1 em cada 2 pacientes internados nos hospitais brasileiros é desnutrido

“Estamos diante de uma epidemia silenciosa e, na maioria das vezes, negligenciada”, é o que nos conta o médico Nutrólogo do Grupo Nutep, Leandro Marques.

Dados da Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral mostram que, no Brasil, a taxa de desnutrição hospitalar pode chegar a 60% em adultos hospitalizados e, no decorrer da internação, esta condição piora progressivamente, principalmente em idosos e pacientes graves.

A desnutrição apresenta como principais complicações: uma pior resposta do sistema imunológico, atraso no processo de cicatrização de cirurgias e feridas, risco aumentado de infecção, maior chance de desenvolvimento de escaras (feridas na pele), aumento do tempo de internação e, consequentemente, um maior risco de morte.

Ainda, de acordo com o médico, uma prerrogativa fundamental para o diagnóstico precoce e tratamento desta condição é a presença de uma equipe multidisciplinar nos hospitais, isto é, uma comissão composta por, pelo menos, um profissional das seguintes áreas: médico, nutricionista, enfermeiro e farmacêutico.

Paciente Desnutrido - Banco de fotos e imágenes de stock - iStock

“A atuação de uma equipe especializada é de fundamental importância, a fim de garantirmos um cuidado nutricional adequado, eficiente e seguro aos pacientes hospitalizados”, afirma o Nutrólogo.

Fontes:

diganaoadesnutricao.org

nutep.com.br (@gruponutep)

VEJA TAMBÉM

Qual a relação do sangramento nasal com o tempo seco?

Os fatores que influenciam sua ocorrência são o número de casos de infecções das vias …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *