6 truques que vão deixar a sua caminhada mais potente

Caminhada serve como porta de entrada para outras atividades e, além de melhorar sua forma, ajuda no bem-estar físico e mental

6 truques que vão deixar a sua caminhada mais potente
6 truques que vão deixar a sua caminhada mais potenteFoto: Getty Images / Sport Life

Sabia que sua caminhada pode ser ainda melhor? Com atenção as nossas 6 dicas, você conseguirá se exercitar o tempo que quiser, desde que se hidrate e se alimente durante. Preste atenção aos pontos abaixo.

1. Cabeça erguida

Imagine que você está conectado a um balão, que puxa a sua cabeça para cima, alinhando o restante do seu corpo. Olhe para o chão poucos metros à frente quando tiver de passar por pedras ou terrenos mais complicados, mas recupere logo em seguida a posição ereta e não deixe que os ombros caiam.

2. Tronco ereto

Se você estiver com uma mochila para contrabalançar o peso que tem nas costas, leve o tronco ligeiramente para frente em subidas e para trás nas descidas durante a caminhada. Mas cuidado: flexione o quadril, e não a coluna, deixando o bumbum para trás. A mochila também deve estar totalmente encostada, sendo essa uma das chaves para um bom suporte da lombar, desde que o peso seja estabilizado pelo quadril, e não pelos ombros.

3. Endireite-se

Seu centro de gravidade deve estar acima da pelve e a coluna deve ter uma ligeira curvatura, mas sempre com os ombros altos. Se você estiver bem posicionado, ela vai ajudar a amortecer as passadas. Por isso, evite curvaturas não naturais, como, por exemplo, levar os glúteos para trás – o que comprime as vértebras e provoca dor lombar – ou achatar a área lombar – o que diminui a capacidade de amortecimento da coluna.

4. Balance os braços

Até mesmo na caminhada, deve-se compensar os seus passos com o movimento dos braços para equilibrar as passadas. Se você usar bastões, poderá ganhar potência, especialmente em subidas fortes, além de reduzir o impacto sobre os joelhos. Não cruze os braços em frente ao corpo. Deixe-os ao lado e não deixe que os ombros oscilem.

5. Abdômen

Os músculos abdominais devem compensar a tensão constante da parte inferior das costas. Mantenha a musculatura dessa região sempre contraída,  o que protege e mantém a pelve na posição correta. Uma dica: coloque o que há de mais pesado na mochila perto da área que fica encostada na coluna, pois isso evita sobrecargas na lombar. E não se esqueça de incluir abdominais no treino, para que você se prepare para caminhar.

6. Joelhos flexionados

Ao apoiar os pés no chão, você deve, sempre, estar com os joelhos ligeiramente flexionados. Não cometa o erro de manter a perna esticada. E lembre-se de que é melhor dar passos curtos.

Quando você anda, mobiliza grandes grupos musculares, como os flexores de quadril, quadríceps, panturrilha e glúteo. Por serem grandes, eles precisam de uma maior quantidade de oxigênio para trabalhar. E eles também intervêm de forma crucial nos músculos do pé e nos flexores de quadril. Movemos igualmente os braços, para que a caminhada seja equilibrada, fazendo um trabalho pequeno, mas importante.

Há também os músculos que não são tão requisitados, mas que ainda trabalham durante essa atividade física, caso daqueles que mantêm a postura, como a parte inferior das costas e os músculos do pescoço.

Se você adotar uma rotina séria e consistente, verá como a sua frequência cardíaca irá melhorar pouco a pouco e você ficará muito menos cansado em situações do dia a dia, como correr para pegar um ônibus. As suas pernas, em especial, ficarão mais fortes e com um tônus muscular mais pronunciado.

FONTE: TERRA

VEJA TAMBÉM

Cidades mais limpas derrubam casos de dengue em quase 80%

Só neste ano, mais de 95,3 mil toneladas de entulhos foram recolhidas em todo o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *