Como a obesidade aumenta o risco grave de COVID-19?

LONDRES (Reuters) – Evidências emergentes em todo o mundo sugerem que pessoas com sobrepeso ou obesidade têm maior risco de ficar gravemente doentes com COVID-19, a doença causada pelo coronavírus SARS-CoV2.

Os cientistas ainda estão aprendendo sobre quais mecanismos específicos podem explicar esse link, mas eles dizem que alguns fatores prováveis ​​são:

– A obesidade leva ao acúmulo de gordura em órgãos vitais, como o coração, e leva à resistência à insulina e pressão alta. Isso significa que a obesidade geralmente coincide com outras condições de saúde, incluindo diabetes, coração fraco e menos fígado e rins que funcionam bem.

– O excesso de gordura também pode afetar o sistema respiratório. Em outras palavras, pode deixar alguém sem fôlego e menos capaz de obter oxigênio no sangue e ao redor do corpo. Também é provável que tenha um efeito nas funções inflamatórias e imunológicas.

– “A obesidade coloca pressão extra e pressão metabólica em quase todos os sistemas orgânicos do corpo”, disse Susan Jebb, professora de dieta e saúde da população na Universidade de Oxford, na Grã-Bretanha. “Portanto, talvez não seja surpreendente que isso também exacerbe o risco de complicações no COVID-19”.

TECIDO GORDO

– O tecido adiposo – também conhecido como tecido adiposo – possui altos níveis de uma enzima chamada enzima de conversão da angiotensina, ou ACE2, que é usada pelo novo coronavírus para entrar nas células.

Pessoas com níveis mais altos de ACE2 no sangue e em outros tecidos provavelmente são mais suscetíveis à infecção por COVID-19.

DOIS CLASH ‘PANDEMICS’

Francesco Rubino, especialista em obesidade e presidente de cirurgia metabólica e bariátrica do King’s College London, chama o link COVID-obesidade de “choque de duas pandemias”.

“A pandemia de (coronavírus) realmente traz à tona a necessidade de combater a obesidade de forma mais agressiva”, disse ele. “Uma lição da pandemia de COVID-19 é que não tratar a obesidade não é uma opção.”

FONTE: REUTERS >> Reportagem de Kate Kelland

VEJA TAMBÉM

7 distúrbios que podem prejudicar o seu sono

Da insônia ao bruxismo, conheça quais são os principais problemas relacionados ao sono e saiba …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *